Gelid GC-Extreme

As revisões mais completas do universo, com a visão única moda'a'foca
Avatar do Utilizador
Shuper' Luu'
Founder & CEO
Mensagens: 3702
Registado: 16/ago/2010, 20:32
Localização: Póvoa de Varzim
Contacto:

Gelid GC-Extreme

Mensagempor Shuper' Luu' » 14/dez/2011, 17:46

Imagem

Pasta térmica da Gelid, já a vimos ser largamente usada lá fora por overclockers. Como será que ela se porta e o seu desempenho e utilização? Usámos esta pasta no 1# Livestream em minha casa e no 2# Livestream na OverclockPT com todos os coolers, vamos agora ver os resultados ;)

Podem ver este produto on-site aqui: Gamer - Thermal Compound - GC-Extreme


Introdução

Imagem

Gelid ou GELID Solutions Ltd com base em Hong Kong e gestão Suíça foi fundada em 2008 por Gebhard Scherrer e VC Tran. Ambos tinham já vários anos de trabalho na industria IT e construíram a empresa com a sua experiência.

O seu nome, GELID, deriva do latim "gelidus", que como acontece na nossa língua derivou em gelo e gelado, daí o seu significado.

É baseado na qualidade, design e inovação que desenvolvem as suas soluções de refrigeração como coolers para CPU e GPU, pasta térmica e ventoinhas, tanto para adeptos e entusiastas do silencio como de gaming.

A sua ambição diz muito: "Combinar qualidade e habilidade para definir os padrões em criar os melhores produtos da sua gama para entusiastas de computadores globais."

Podem visitá-los em: Gelid site



Condições de teste

Sistema base 1# Livestream
:arrow: Biostar Tpower x58
:arrow: i7 950 d0 3.0@3.2Ghz com o turbo
:arrow: Gráfica Zotac GTX 460 AMP! Edition
:arrow: Memórias Exceleram Rippler ERB301A Trial-Channel 12800
:arrow: Raid0 de 2 discos F3 Spinpoint 500Gb prato único
:arrow: Fonte Huntkey x7 900W

Sistema base 2# Livestream
:arrow: Asus Crosshair V Formula
:arrow: AMD x6 Phenom II 1090T
:arrow: Sapphire HD 6950 2GB
:arrow: WD Velociraptor 300Gb
:arrow: Corsair Dominator 4GB 1600Mhz CL8 (CMD4GX3M2B1600C8)
:arrow: Thermaltake TR2 800W

Software
SO: Windows 7 x64 com todas as atualizações até 1 de Janeiro de 2011
Programas:
OCCT v.3.1.0
CoreTemp 0.99.8
CPU-Z 1.58

Metodologia
1# Livestream
:arrow: 1 Run até estabilizar as temperaturas em "CPU: OCCT" em prioridade normal, com e sem Hyper Threading
:arrow: 1 Run em low, tempo de espera até idle, 1 run a velocidade máxima (ventoinha)

2# Livestream
:arrow: 1 Run até estabilizar as temperaturas em "CPU: OCCT" em prioridade normal
:arrow: 1 Run em low, tempo de espera até idle, 1 run a velocidade máxima (ventoinha)

Precisão teórica
# Foram utilizados os sensores embutidos nas placas mãe para obtenção das temperaturas que podem possuir má calibração de fábrica ou desajustada. Contudo existe sempre uma função de ajuste que vos permitirá reduzir o erro e tornar os valores comparáveis, ou então um desvio
# Além disso foi feito apenas 1 teste a cada cooler, logo apenas uma montagem cada um e apenas uma aplicação da pasta cada um, mas isso não implica que é isto que obterão com esta pasta e dissipadores sempre, porque de maneira nenhuma um teste pode refletir a totalidade de resultados diferentes que se podem obter, ou sequer resumir uma avaliação completa num único teste

Precisão prática
# A temperatura variou dentro da sala em perto de 4º C durante o 1# Livestream e cerca de 2ºC no 2# Livestream
# A temperatura dependerá muito do ar perto do vosso computador assim como a forma como aplicam a pasta térmica
# Os coolers não foram polidos e para muitos foi a primeira vez que foi montado num sistema
# O tempo de cura pode trazer às pastas térmicas melhores propriedades de transferência térmica
# O modo como cada um aplica a pasta influência e muito os testes, lembrem-se nisso
# Não foram comparadas formas diferentes de aplicação dentro do mesmo dissipador



Dissipadores utilizados
:arrow: Gelid Tranquillo rev.1
:arrow: Gelid GX-7
:arrow: Gelid GX-7 (PP)
:arrow: Spire Thermax II (PP ou 2 fans em Push/Pull)
:arrow: Scythe Shuriken rev.B
:arrow: Thermalright Archon
:arrow: Thermaltake Frio OCK
:arrow: ThermoLab Bada 2010
:arrow: ThermoLab Baram 2010 (PP)
:arrow: Xigmatek Gaia
:arrow: Xigmatek Loki

1# Livestream
:arrow: Gelid Tranquillo
:arrow: Spire Thermax II (PP)
:arrow: Scythe Shuriken rev.B
:arrow: ThermoLab Badam 2010
:arrow: ThermoLab Baram 2010 (PP)

2# Livestream
:arrow: Gelid GX-7
:arrow: Gelid GX-7 (PP)
:arrow: Thermalright Archon
:arrow: Thermaltake Frio OCK
:arrow: Xigmatek Gaia
:arrow: Xigmatek Loki



Comentário inicial

Testámos esta pasta pela primeira vez durante o nosso 1# Livestream, onde testamos coolers low cost. A técnica para a espalhar foi colocar uma pequena gota no centro e deixar a pressão do cooler espalhar a pasta. Devido à quantidade de coolers não nos foi possível repetir muitas vezes o mesmo teste para eliminar os erros que possamos ter causado ao colocar a pasta, portanto peço que considerem que estes podem possuir erros de 2/3 graus, principalmente nos resultados muito próximos e mais elevados.
Durante o LiveStream cheguei a aplicá-la na minha GTX 460 com o espalhador e dá muito jeito a sua utilização, assim como o fizemos no nosso 2# Livestream, aliás o Filipe fez. No 2# Livestream já foram ulizados coolers diferentes, bem mais caros e ficámos assim com um leque super abrangente de dissipadores comparados com esta pasta.
Lembro também para não compararem os coolers por estes testes da pasta.



Dados sobre o produto

Tipo de produto: Pasta térmica
Nomes comuns utilizados: GC-Extreme, GCX, GCExtreme
Segmento: Pastas térmicas de alto desempenho
Gama/Série: Linha Gamer
Função/utilização alvo: Pasta térmica de desempenho extremo para entusiastas
Data de lançamento: 12.06.2009
Gama da preços: recomendado de 9.99$ ou Euro 6.99€
Versão: Única


Especificações

Densidade (g/cm3): 3,73
Conteúdo Líquido (g): 3,5
Condutividade Térmica (W/mK): 8,5
Viscosidade (Centipoise): 85000


Detalhes gerais

Derradeira condutividade térmica
Electricamente não conductor
Não corrosivo, não precisa de cura e não é tóxico
Não verte/pinga e é amigável
Aplicador Gelid
Conteúdo líquido de 3,5g



Embalagem

Imagem
Imagem
A embalagem é simples e vemos do exterior tanto a pasta como o aplicador/espalhador. Também vemos selos na parte da frente de prémios que ganhou de outras revisões assim como alguns detalhes gerais. Na traseira vemos uma pequena descrição/introdução, um gráfico com resultados e algumas frases ditas pelos reviewers.



Colocação e remoção

Vou então deixar aqui duas imagens do CPU e de dois dissipadores distintos para verem. Um deles é HDT e o outro super liso, são eles o Xigmatek Gaia e o Thermaltake Frio OCK, pois de todos foram os que mais amplitude de diferença mostram.


Processador
http://www.modaafoca.com/imagensmodaafoca/revisoes/gelid/gc-extreme/cpuhdt.JPG
http://www.modaafoca.com/imagensmodaafoca/revisoes/gelid/gc-extreme/cpunormal.JPG


Dissipador
http://www.modaafoca.com/imagensmodaafoca/revisoes/gelid/gc-extreme/dissipadorhdt.JPG
http://www.modaafoca.com/imagensmodaafoca/revisoes/gelid/gc-extreme/dissipadornormal.JPG


Análise mais concreta

http://www.modaafoca.com/imagensmodaafoca/revisoes/gelid/gc-extreme/gelidgcextremegrafico.png
Azul representa o 1# Livestream
Laranja representa o 2# Livestream


Desempenho não há que enganar, esta pasta é das melhores do mercado. Os resultados foram mesmo muito bons tendo em conta o desafio que lhe propomos no 1# Livestream (cooler mais low cost VS i7 950 com Hyper Threading e fans a no máximo 11V) e no 2# Livestream um 1090T a 4Ghz com dissipadores de topo a ar.
Tipo de pasta é uma pasta bastante "forte". É espessa e pesada, contudo escorrega bem nos dissipadores e o processo de uma gota no centro e pressão resultou sempre, mesmo nos dissipadores por HDT (heatpipes direct touch)
Facilidade de aplicação e remoção com o aplicador da Gelid não dá para enganar. Quem não gostar de deixar a pressão fazer o trabalho pode utilizá-lo. Também se revelou muito bom para aplicar pasta nos GPUs e chips pequenos, onde a pressão não chega para fazer o trabalho e precisamos do factor não conductor e corrosivo da pasta. Cuidado ao retirar devido a ser espessa, facilmente forçam o cpu ao retirarem o dissipador, tendo isso acontecido no 2# Livestream onde o CPU até veio atrás.
Preço/desempenho é praticamente imbatível no segmento de 3,5g. Consegui com pouco mais de 1 tubo testar todos os coolers. Oferece uma super competitividade com os arqui-inimigos como a Artic AS5, MX-(2,3 e 4).
Processo de cura o que é isso? Esta pasta não tem disso e mesmo assim bate as outras! Sem cura, é colocar e obter a máxima performance, num mundo onde outras necessitam de 200 horas de cura praticamente.



Conclusão

Testamos esta pasta durante quase um ano, conclusões? É uma super pasta, um desempenho avassalador, pronta a trabalhar e super fácil de aplicar desde processadores a gráficas e chips pequenos. Mesmo parecendo espessa, fluiu super bem em dissipadores HDT como o Loki e Gaia da Xigmatek e o Bada da ThermoLab. Acho que os resultados revelados mesmo quando a obrigamos a ir mais longe foram estonteantes, um i7 950 com HT não é brincadeira principalmente em soluções low cost. Quando falamos no tempo de cura, acho que fica óbvio que é a pasta de eleição.

A forma de aplicar a pasta varia de pessoa para pessoa, a experiência também, o método também. O aplicador vem colmatar algumas diferenças, ajudar a espalhar bem e evitar pasta perdida desnecessariamente. É aquele passo para evitar más aplicações e quem acha que não faz diferença é tolo e ignorante. A Gelid GC-Extreme é uma das pastas térmicas de nível topo do mercado e está cá para o provar, a verdadeira Julieta para qualquer entusiasta que se preze, é impossível não a amar.

Pros
Um imbatível preço/desempenho
Desempenho bruto
Sem cura
Não é tóxico para o ambiente
Não é corrosivo nem condutor elétrico

Contras
Não existe seringas maiores que 3,5g
Embalagem tem de ser cortada para ser aberta
Sendo espessa custa a tirar mais

Resumo comparativo

Imagem
Desempenho

Imagem
Processo de colocação

Imagem
Processo de remoção

Imagem
Utilidades e extras


Nota final
9/10, média de 8,75


Prémios

Imagem
Imagem
Imagem


Confronto final

Divinal e premiado
O aplicador, perfeito!
Espessa mas super fluida nos HDT, abismal

Como é possível?
A embalagem podia ser uma coisa mais simples, não gostei de ter de a cortar para abrir

Sugestões/Melhoramentos
Talvez uma versão com mais pasta térmica, uma seringa maior. Não ter tempo de cura é perfeita para benchs e revisões em massa ou de tempos curtos (5 horas cada teste por exemplo), nada melhor que colmatar isso.



Comentários externos

Filipe Escreveu:Não gosto de ela ser tão espessa, não funciona tão bem no método que estou habituado a colocar pasta e tivemos aquele pequeno problema com o dissipador no fim do 2# Livestream (o cooler ficou "colado do vácuo", devido à sobre espessura de pasta e pressão)

Pedro Escreveu:Gostei muito no 1# Livestream a forma fácil como a pasta foi aplicada na 460 GTX, aquele core tem uma superfície enorme e funcionou 5*




Revisão por: Luís Alves aka Shuper' Luu'
Edição e tratamento de texto: Luís Alves aka Shuper' Luu'
Edição e tratamento de imagem: Luís Alves aka Shuper' Luu'
Edição e tratamento de dados: Luís Alves aka Shuper' Luu'
Bibliografia: Gamer - Thermal Compound - GC-Extreme
Agradecimentos: Anselmo Vasconçelos, Alexandre Santos, Ivo Silva, Pedro Fontes, Cláudio, Filipe, Hugo
Produto cedido por: Gelid, a quem agradeço ao VC Tran

Layout versão: 1.1.9.2011


Ressuscitado pela última vez por Shuper' Luu' em 14/dez/2011, 17:46.


Imagem

Voltar para “Análises”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante